Poemadançando: Gilka Machado e Eros Volúsia

Autores

Soraia Maria Silva
Universidade de Brasília

Sinopse

Este livro desenvolve uma leitura interdisciplinar entre a poesia simbolista de Gilka Machado (1893 -1980) e a dança de Eros Volúsia (1914-2004)- A dança de Eros Volúsia mantém, em sua estética do movimento, muitas referências simbolistas, expressionistas e modernistas, que foram esboçadas ou mesmo desenvolvidas nos poemas de Gilka Machado. Desse modo, tornou-se fecundo realizar um estudo aprofundado, interrelacionando as obras dessas duas personalidades da literatura e da dança, as quais, tendo produções independentes e reconhecidas, cada uma em sua área de atuação estética, mantinham um estreito diálogo, para além dos laços familiares, no campo artístico. Uma das preocupações dessa analogia é verificar a imagem metafórica que se apresenta como poesia nos passos e nos textos de Eros Volúsia e como dança nas palavras poéticas de Gilka Machado. O estudo aqui proposto só foi possível mediante o acesso ao material de consulta, como recortes de jornais, revistas e entrevistas, gentilmente cedidos pela bailarina e seu sobrinho Amaury Menezes. Resgatar o texto do bailarino, tanto na obra de Eros Volúsia como nos trabalhos literários de sua mãe, Gilka Machado, é de fundamental importância para a compreensão e o desenvolvimento de metodologias e estudos interdisciplinares e multidisciplinares, conjugando o encontro poético entre literatura e dança. Da tradução intersemiótica à dansintersemiotização,1 passando pela dansintermediação,2 surge a mediação entre linguagens, um filtro de interpretação e transposição criativa. Nesse caminho, rompendo a intraduzível poesia3 com a transmutação de valores, gestos de criação poética, os quais já abriram caminho para investigações sobre a tradução, além dos lingüísticos,4 tem-se aqui o poemadançado analisado por um método híbrido.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Capa para Poemadançando: Gilka Machado e Eros Volúsia
Publicado
agosto 15, 2017