(Des)integrando refugiados : os processos do reassentamento de palestinos no Brasil

Autores

Sônia Cristina Hamid

Sinopse

Este livro tem como objeto de análise os processos do reassentamento de refugiados palestinos no Brasil. Sua discussão, no entanto, não se centra apenas nos refugiados, nem toma tal grupo como uma “comunidade” em um “lugar eterno” (MALKKI, 1995, p. 1). O foco recai sobre o conjunto de processos e relações por meio do qual o reassentamento foi negociado entre vários atores envolvidos, desde o campo de refugiados Ruweished até o término do programa no Brasil, e também durante os seis meses após sua finalização. A discussão de tais processos traz à tona o repertório de representações, valores, categorias, práticas de gestão e agências que os orientaram, bem como as contradições entre seus pressupostos e sua efetivação. Permite, além disso, destacar as várias dimensões (local, nacional, inter e transnacional) que perpassam o reassentamento destes palestinos. Ao longo dos capítulos, assim, tenho como objetivo discutir como os palestinos foram diferentemente (con)formados e ao mesmo tempo agiram nos contextos pelos quais passaram. Para isso, reflito tanto sobre as práticas que os tornam governáveis através de tecnologias de controle, normalização e modelagem de suas condutas (FOUCAULT, 2004, 2009), como sua agência diante deste regime de poder/conhecimento no qual são conformados. Considerando que, no contexto brasileiro, um ponto central do reassentamento foi o alcance da “integração” dos refugiados, observo tanto as tecnologias de produção de sujeitos integrados pelas instituições e grupos que interagiram com os refugiados, quanto as próprias formas como eles lidaram com esta “integração” (apropriando-se, criticando e/ou subvertendo-a).

 

 

Capítulos

  • Apresentação
  • Introdução
  • CAPÍTULO 1 - Dos que restaram ao que restou: negociando o reassentamento de refugiados palestinos
  • CAPÍTULO 2 - A política do discurso humanitário brasileiro: história, conjuntura e sentimentos
  • CAPÍTULO 3 - Pressupostos da “integração”: “separar para integrar” e a “diferença cultural” como “problema”
  • CAPÍTULO 4 - Significados e repercussões de um acampamento: o protesto dos palestinos reassentados e sua construção como refugiados indesejáveis
  • CAPÍTULO 5 - Estabelecidos vs. recém-chegados: do direito de retorno a uma pedagogia da ascensão social
  • CAPÍTULO 6 - Os (des)caminhos da integração: percursos de uma família refugiada
  • Considerações finais
  • Referências

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Artigos acadêmicos e Livros

ABU-LUGHOD, L. Do Muslim Woman Really Need Saving? Anthropological Reflection on Cultural Relativism and its others. American Anthropologist New Series, Vol. 104, No. 3 (Sep., 2002), pp. 783-790

ABU-LUGHOD, L. & SA’DI, A. Introduction: The Claims of Memory. In: ______. Nakba. Palestine, 1948, and the claim of memory. New York: Columbia University Press, 2007. Pp. 1-24.

AGAMBEN, Giorgio. Homo Sacer. O poder soberano e a vida nua I. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2007.

AGIER, Michel. Refugiados diante da nova ordem mundial. Revista Tempo Social, Vol. 18, n.2, pp.197-215, 2006.

AKRAM, Susan M. Palestinian Refugees and their Legal Status: Rights, Politics, and Implications for a Just Solution. In: Journal of Palestine Studies, vol. 31, n. 3, pp. 36-51. Spring, 2002.

ALMEIDA, Guilherme Assis. Asilo e Não-violência. In: O Direito Internacional dos Refugiados: Uma Perspectiva Brasileira. Rio de Janeiro: Renovar, 2001.

ALMEIDA, Paulo R. de. O Brasil como ator regional e global: estratégias de política externa na Nova Ordem Internacional. Cena Internacional,vol. 9, n. 1. Brasília: Unb/IREL, 2007.

ANDERSON, Benedict. Comunidades Imaginadas. Reflexões sobre a origem e a difusão do nacionalismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

ANDRADE, José H. Fischel de. Direito Internacional dos Refugiados. Evolução Histórica (1921-1952). Rio de Janeiro: Renovar, 1996.

______. O Brasil e a organização internacional para os refugiados (1946-1952). In: Rev. bras. polít. int. [online]. Vol.48, n.1, pp. 60-96, 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbpi/v48n1/v48n1a03.pdf

ANDRADE, José H. Fischel de & MARCOLINI, Adriana. A política brasileira de proteção e de reassentamento de refugiados: breves comentários sobre suas principais características. In: Rev. bras. polít. int. [online]. Vol.45, n.1, pp. 168-176, 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbpi/v45n1/a08v45n1.pdf.

ARAUJO, Nádia de & ALMEIDA, Guilherme de Assis (Org.). O direito internacional dos refugiados. Uma perspectiva brasileira. Rio de Janeiro: Renovar, 2001.

ARENDT, Hannah. As Origens do Totalitarismo . São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

ARETXAGA, Begoña. Maddening States. Annual Review of Anthropology, Vol. 32 (2003), pp. 393-410.

ASFORA, João Sales. Palestinos: A saga de seus descendentes. Recife: Ind. Gráfica e Editora Primeira Edição ltda., 2002.

BAEZA, Cecilia. De la conscience diasporique à la mobilisation transnationale: le cas des palestiniens du Chili. Memoire/Relationes Internationales. Paris: Institut d’Études Politiques de Paris. 2003.

BAEZA, Cecilia. Les Palestiniens d ’Amerique Latine et la Cause Palestinienne (Chili, Brésil, Honduras. 1920-2010). Thèse de Doctorat, Institutd’Études Politique, Paris, 2010.

BARNETT, Michael. Humanitarianism with a sovereign face. In: International Migration Review, 35(1): 244-277. 2001.

BLOEMRAAD, I. KORTEWEG, A. YURDAKUL, Gokçe. Citizenship and Immigration: Multiculturalism, Assimilation and Challenges to the Nation-State. Annual Review of Sociology, Vol 34, 2008, pp. 153-79.

BOLTANSKI, Luc. Distant Suffering. Morality, Media and Politics. Cambridge University Press, 2004.

BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. São Paulo, Editora Perspectiva, 2004

______. Esboço de uma teoria da prática. In: ORTIZ, Renato. A Sociologia de Pierre Bourdieu. São Paulo: Olho D’Água. 2003

BRAND, Laurie. Palestiniens et Jordaniens: Une Crise d’Identité. In: Revue D’ Études Palestinienne. N. 5 Paris. Les Editions de Minuit, 1995.

CARNEIRO, Maria Luiza Tucci. Cidadão do Mundo. O Brasil diante do Holocausto e dos judeus refugiados do nazifascismo (1933-1948). São Paulo: Perspectiva; Fapesp, 2010.

CEVERNACK, Christine. Promoting Inequality: Gender Based Discrimination in UNRWA’S Approach to Palestine Refugee Status. Human Right Quaterly, 16(2):300-374, 1994.

CLIFFORD, James. Diasporas. Cultural Anthropology, Vol. 9, No. 3, Further Inflections: Towards Ethnographies of the Future, PP. 302-338, Aug, 1994.

CONARE. O reconhecimento dos refugiados pelo Brasil. 2007.

DANIEL, Valentine & KNUDSEN, Jonh. Mistrusting Refugees. University of California Press. California, 1995.

DAVIS, Uri. Palestine refugees at the crossroad of 1996 permanent status negotiations. Shaml Publications, 1996. Disponível em: <http://www.shaml.org/publications/monos/mono1-2.htm>.

DURHAM, Eunice Ribeiro. O lugar do Índio. In: Comissão Pró-Indio. O índio e a cidadania. São Paulo: Editora Brasiliense, 1983.

ESCRIBANO, M. & EL-JOUBEH, N. Migration and change in a West Bank Village: the case of Deir Dibwan. Journal of Palestine Studies, 11 (1), p. 150-160.1981.

ESPINOLA, Claudia Voigt. O véu que (des)cobre: etnografia da comunidade árabe muçulmana em Florianópolis. Tese de Doutorado em Antropologia Social, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis. 2005.

FELDMAN, Ilana. Difficult Distinctions: Refugee Law, Humanitarian Practice, and Political Identification in Gaza. Cultural Anthropology, vol. 22, pp. 129-169, 2007.

_______. Refusing Invisibility: Documentation and Memorialization in Palestinian Refugee Claims. Journal of Refugee Studies, vol. 21, n. 4, pp. 498-516, 2008.

FOUCAULT, Michel. A história da sexualidade 1. A vontade de Saber. Rio de Janeiro: Edições Graal, 2009.

______. Microfísica do Poder. Rio de Janeiro: Edições Graal, 2004.

______. O Sujeito e o Poder. In: DREYFUS, Hubert e RABINOW, PAUL. Michel Foucault. Uma Trajetória Filosófica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

FOUCAULT, Michel. Segurança, Território, População. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

GALLAGHER, Dennis. Internacional Migration an Assessment for the 90’s. International Migration Review, Vol. 23, n. 3, Special Silver Anniversary Issue, PP. 579-598, Autumn, 1989.

GATTAZ, André. A Guerra da Palestina. Da criação do Estado de Israel à Nova Intifada. São Paulo: Usina do Livro, 2003.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Editora Guanabara, Rio de Janeiro, 1989.

GERALDO, Endrica. O combate contra os “quistos étnicos”: identidade, assimilação e política imigratória no Estado Novo. Revista de História, Juiz de Fora, Vol. 15, N. 1, 2009.

HAJJAR, Claude F. Imigração Árabe, 100 anos de reflexão. São Paulo: Ícone Editora, 1985.

HALBWACHS, M.A Memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2006.

HAMID, Sônia C. Entre a Guerra e o Gênero: Memória e Identidade de Mulheres Palestinas de Brasília. Dissertação de Mestrado, PPGAS, UnB, 2007.

______. O gênero na Guerra: refletindo sobre o conflito Israel-Palestina a partir da perspectiva de mulheres palestinas de Brasília. Cena Internacional, vol. 9, n° 02. Brasília: 2007b, p.125-154

HAMMER, Juliane. Palestinians Born in Exile. Diaspora and the Search for a Homeland. TEXAS: University of Texas Press, 2005.

HEIN, Jeremy. Refugees, Immigrants, and the State. In: Annual Review of Sociology, Vol. 19, pp.43-59, 1993.

HOURANI, Albert. Uma história dos povos Árabes. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

HUMAN RIGHTS WATCH. Nowhere to Flee: the Perilous Situation of Palestinians in Iraq. In: Human Rights Watch Vol. 18, n. 4(E), pp. 1- 42, September 2006. Disponível em: <http://www.hrw.org/reports/2006/iraq0706/iraq0706web.pdf>.

JARDIM, Denise Fagundes. Palestinos no Extremo Sul do Brasil: Identidade Étnica e os Mecanismos Sociais de Produção da Etnicidade. Chuí/RS. Tese de Doutorado em Antropologia Social. Rio de Janeiro: Museu Nacional, 2000.

______. “As mulheres voam com seus maridos”: a experiência da diáspora palestina e as relações de gênero. Horiz. antropol, Porto Alegre, v. 15, n. 31, Jun 2009. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ha/v15n31/a08v1531.pdf>.

JUBILUT, Liliana L. O Direito Internacional dos Refugiados - e sua aplicação no Ordenamento Jurídico Brasileiro. São Paulo: Editora Método; ACNUR, 2007.

KANAANEH, Rhoda ANN. Birthing the Nation. Strategies of Palestinians Women in Israel. California: University of California Press, 2002.

KARAM, John TofiK. Um outro arabesco. Etnicidade sírio-libanesa no Brasil neoliberal. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

KHALID, Rashid. Palestinian Identity: The Construction of Modern National Consciousness. New York: Columbia University Press, 1997.

KNOWLTON, Clark. Sírios e Libaneses: mobilidade social e espacial. São Paulo: Anhambi, 1961.

KNUDSEN, Are. Widening the Protection Gap: The ‘Politics of Citizenship’ for Palestinian Refugees in Lebanon, 1948-2008. In: Journal of Refugee Studies, Vol. 22, n. 1. Oxford Universisty Press, 2009.

LESSER, Jeffrey. A negociação da Identidade Nacional. Imigrantes, minorias e a luta pela etnicidade no Brasil. São Paulo: UNESP, 2001.

LIMA, Antônio Carlos de Souza e BARROSO-HOFFFMANN, Maria. (Org). Além da tutela, bases para uma nova política indigenista III. Riode Janeiro: Laced, 2002.

LITTLE, Paul. Ecologia política como etnografia: um guia teórico e metodológico. Horizonte Antropológico, vol 12, no 25, Porto Alegre, 2006.

MAHMOOD, Saba. Politics of Piety. The Islamic Revival And The Feminist Subject. New Jersey: Princenton University Press, 2005.

MALINOWSKI, B. Introdução. In: _______. Argonautas do pacífico ocidental (Coleção Os Pensadodres). São Paulo: Abril Cultural, 1978

MALKKI, Liisa. National Geographic: The Rooting of Peoples and the Territorialization of National Identity among Scholars and Refugees. In: Cultural Anthropology, Vol. 7, n. 1, pp. 24-44, Feb, 1992.

______. Purity and Exile. Violence, Memory, and National Cosmology among Hutu Refugees in Tanzania. Chicago: University of Chicago Press, 1995.

______. Refugees and Exile: From Refugees Studies to the National Order of Things. In: Annual Review of Anthropology, Vol. 24, pp. 495-523, 1995b.

______. Speechless Emissaries: Refugees, Humanitarianism, and Dehistoricization. In: Cultural Anthropology, Vol. 11, n. 3, pp. 377-404, Aug, 1996.

MARÍN-GUSMÁN, Roberto. Los inmigrantes palestinos e judíos em Centroamérica en los siglos XIX e XX. Aportes Económicos e Participación Politítica. In: KLICH, Ignacio. Árabes y Judíos en América Latina. Buenos Aires: Editora Iberoamericana, 2006.

MARCUS, George. Ethnography in/of The World System: The Emergence of Multi-Sited Ethnography. Annual Review of Anthropology, vol. 24, 1995.

MARSHALL, Thomas Humphrey. Cidadania, Classe Social e Status. Rio de Janeiro: Zahar, 1967.

MAUSS, Marcel. Ensaio sobre a dádiva. In: Sociologia e Antropologia. São Paulo: Cosac Naify, 2003.

MERRY, Sally Engle. Human Rights & Gender Violence. Translating International Law into Local Justice. The University of Chicago Press, 2006.

MILESI, Rosita (org). Refugiados: Realidade e Perspectivas. Brasília: CSEM/IMDH; Edições Loyola, 2003.

MOULIN, Carolina. Entre liberdade e proteção: refugiados, soberanos e a lógica da gratidão. In: 33o Encontro Anual da Anpocs, 2009

MUNICÍPIO DE MOGI DAS CRUZES. Decreto n. 11.005 de 10 de novembro de 2010. Disponível em: http://ged.pmmc.com.br/weblink7/DocView.aspx?id=85332

OLP. Palestinian Refuggees in Iraq. Refugee Affairs Department, 1999.

ONG, Aihwa. Cultural Citizenship as Subject-Making: Immigrants Negotiate Racial and Cultural Boundaries in the United States. Current Anthropology, Vol. 37. No. 5 (Dez, 1996), pp. 737-762.

_______. Buddha is Hiding: Refugees, Citizenship, the New America. Berkeley: University of California Press, 2003, 333 pp

ONG, Aihwa. Neoliberalism as Exception. Mutations in Citizenship and Sovereignty. Durham and London: Duke University Press, 2006.

ONG, COLLIER, Stephen J. (Eds.), 2005, Global Assemblages: Technology, Politics and Ethics As Anthropological Problems. Oxford: Blackwell.

PAPPE, Ilan. The Ethnic Cleansing of Palestine. England: British, 2010.

PETEET, Julie. Landscape of hope and despair. Palestinian Refugee Camps. Philadelphia: University of Pennsylvania Press, 2005.

PETERS, Roberta. Imigrantes Palestinos. Famílias Árabes. Um Estudo Antropológico sobre a Recriação das Tradições através das Festas e Rituais de Casamento. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2006.

PINTO, Paulo Gabriel Hilu. Árabes no Rio de Janeiro. Uma identidade Plural. Rio de Janeiro: Cidade Viva, 2010.

POLL, A. P. Antigas e Novas Facetas de uma Imigração Recente. RevistaComciencia, 2000.

RIBEIRO, Gustavo Lins. A Condição da Transnacionalidade. In: Cultura e Política no Mundo Contemporâneo: paisagens e passagens. Brasília: Editora UnB, 2000.

______. Goiânia, Califórnia. Vulnerabilidade, Ambiguidade e Cidadania Transnacional. In: Cultura e Política no Mundo Contemporâneo: paisagens e passagens. Brasília: Editora UnB, 2000.

ROMANO, David. Whose House is this Anyway? IDP and Refugee Return in Post-Saddam Iraq. Journal of Refugee Studies, Vol 18, No 4. 2005, pp.430-453.

SA’DI, Ahmad. Catastrophe, Memory and Identity: Al-Nakbah as a Component of Palestinian Identity. Israel Studies. Vol. 7, No. 2, Memory and Identity in Israel: New Directions (Summer, 2002), pp. 175-198

SAID, Edward W. Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente. São Paulo: Cia das Letras, 2001.

SALLES, Maria do R. Rolfsen. A Política Imigratória Brasileira no Pós-Segunda Guerra Mundial e os Refugiados: uma leitura da Revista de Imigração e Colonização. In: Cena Internacional, vol. 9, n. 2. Pp. 184-210. Brasília, IREL, 2007.

SCHUCH, Patrice. Práticas de Justiça: Antropologia dos modos de governo da infância e juventude no contexto pós-ECA. Porto Alegre: UFRGS, 2009.

SCHIOCCHET, Leonardo A. Refugee Lives : Ritual and belonging in two Palestinian Refugee Camps in Lebanon. Dissertation. Boston University, 2011

______. Palestinian Sumud: Steadfastness, Ritual and Time among Palestinian Refugees. Birzeit University Working Paper, 2011/51. (ENG) Conferences & Publics Events Module. 2011.

SEYFERTH, Giralda. Colonização, imigração e a questão racial no Brasil. In: Revista USP , São Paulo, n. 53, p. 117-149, mar/mai, 2002.

SHIBLAK, Abbas. Residency Status and Civil Rights of Palestinian Refugees in Arab Countries. In: Journal of Palestine Studies, volume 25, n. 3, pp. 36-45, Spring, 1996.

SILVA, Kelly C. O Novo nome da democracia: a retórica sobre os direitos humanos no governo Fernando Henrique Cardoso. Dissertação de mestrado apresentada ao programa de pós-graduação em antropologia da Universidade de Brasília. Brasília: Unb, 2000.

SILVA, Kelly C. O poder do campo e o seu campo de poder. Série Antropologia, 2005.

_______. A Cooperação Internacional como dádiva. Algumas Aproximações. Mana 14 (1): 141-171, 2008.

SIVOLELLA, Cristina Angela Retta. Los Palestinos: Historia de una Guerra sin Fin y de Una paz Ilusoria en el Cercano Oriente (1947-1995). Tese de Doutorado, Programa de Pós-Graduação em História, Universidade de Brasília (UnB), 2001.

SPRANDEL, Márcia Anita; MILESI, Rosita. O Acolhimento a Refugiados no Brasil: Histórico, Dados e Reflexões. In: MILESI, Rosita (org). Refugiados: Realidade e Perspectivas. Brasília: CSEM/IMDH; Edições Loyola, 2003.

STEIN, Yael. The Quiet Deportation : Revocation of Residency of East Jerusalem Palestinians. Hamoked: Center for the defense of individual/B’Tselem - The Israeli Information Center for Human Rights in the Occupied Territories, 1997.

TANNURI, Maria Regina Petrus. Refugiados Congoleses no Rio de Janeiro e Dinâmicas de “Integração Local”: das ações institucionais e políticas públicas aos recursos relacionais das redes sociais. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional, UFRJ, 2010.

TENÓRIO, Myriam O. & GONZÁLES, Patricia P. La Inmigración Arabe em Chile. Santiago: Ediciones Instituto Chileno Arabe de Cultura, 1990

TERRY, Fiona. The paradox of humanitarian action. Cornell University Press, 2002.

TORPEY, John. The Invention of Passport: surveillance, citizenship and the State. Cambridge: Cambridge University Press, 2000.

TRIPP, Charles. A History of Iraq. Cambridge University Press. 2007.

TROUILLOT, M. The Anthropology of the State in the Age of Globalization. Close Encounters of the Deceptive Kind. Curr. Anthropology. Vol. 42: 125-138, 2001.

TRUZZI, Oswaldo. De Mascates a Doutores: sírios e libaneses em São Paulo. São Paulo: Editora Sumaré, 1992.

VELHO, G.Projeto e metamorfose. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

VIGEVANI, Tullo; OLIVEIRA, Marcelo F. de; CINTRA, Rodrigo. Política externa no período FHC: a busca de autonomia pela integração. Tempo soc., São Paulo, v. 15, n. 2, Nov. 2003 . Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702003000200003&lng=en&nrm=iso>. access on 06 June 2012. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-20702003000200003.

VOLPP, Leti. Blaming culture for bad behavior. Yale Journal of Law & the Humanities. 2000.

WOLF, Eric. Explicando a Complexidade. In: FELDMAN-BIANCO, Bela & RIBEIRO, Gustavo Lins (org). Antropologia e Poder. Brasília: Editora Universidade de Brasília. São Paulo: Editora Unicamp, 2003.

Artigos jornalísticos, web sites e relatórios on-line

ACNUR, 2010. Refugiados palestinos completam três anos de reassentamento no Brasil. Disponível em: http://www.acnur.org/t3/portugues/noticias/noticia/refugiados-palestinos-completam-tres-anos-de-reassentamento-no-brasil/

AGÊNCIA BRASIL, 2011. Equador é país latino-americano com maior número de refugiados. Disponível em: <http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2011-06-20/equador-e-pais-latino-americano-com-maior-numero-de-refugiados>.

AGÊNCIA ESTADO, 2007. Brasil receberá refugiados palestinos. Disponível em: <http://clientes.agestado.com.br/tribuna/20070916070.html>.

AGÊNCIA FOLHA. 2002. Refugiados reclamam de tratamento no RS. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc2308200205.htm

AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BRASIL-ÁRABE, 2004. Recife tem a segunda maior colônia palestina do Brasil. Disponível em: <http://www.anba.com.br/noticia_artes.kmf?cod=7415375&indice=40>.

BBC, BRASIL, 2001. Brasil abrigará pelo menos cem refugiados afegãos. Disponível em: http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2001/011213_refugiadoscs.shtml

DHNET, 2011. Programa Nacional de Direitos Humanos. Disponível em: <http://www.dhnet.org.br/dados/pp/pndh/textointegral.html>.

ÉPOCA, 2002. Afegãos insatisfeitos: Refugiados acolhidos no Sul reclamam tanto da vida que já se fala em despachá-los de volta. Disponível em: http://epoca.globo.com/edic/214/brasil5a.htm

ESTADÃO, 2003. Refugiados desistem do Brasil e voltam ao Afeganistão. Disponível em: http://www.estadao.com.br/arquivo/mundo/2003/not20030331p27408.htm

ESTADÃO, 2007. Apreensivos, refugiados palestinos chegam ao Brasil na sexta. Disponível em: <http://www.estadao.com.br/noticias/geral,apreensivos-refugiados-palestinos-chegam-ao-brasil-na sexta,53737,0.htm>.

FOLHA DE SÃO PAULO. 2001. Brasil não irá receber refugiados Afegãos. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u29112.shtml

G1 PORTAL DE NOTÍCIAS, 2007a. Governo dará assistência aos refugiados palestinos. Disponível em: <http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL108412-5598,00.html>.

G1 PORTAL DE NOTÍCIAS, 2007b. Refugiados palestinos viverão no Brasil a partir deste mês. Disponível em: <http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL102687-5602,00-REFUGIADOS+PALESTINOS+VIVERAO+NO+BRASIL+A+PARTIR+DESTE+MES.html>.

G1 PORTAL DE NOTÍCIAS, 2011. Haitianos não podem mais pedir visto como refugiados no Brasil. Disponível em: <http://g1.globo.com/brasil/noticia/2011/02/haitianos-nao-podem-mais-pedir-visto-como-refugiados-no-brasil.html>.

IMDH, 2010. Refugiados no Brasil em 31/12/2010 – Estatística do CONARE. Disponível em: <http://www.migrante.org.br/IMDH/fcke-ditor/editor/filemanager/connectors/aspx/userfiles/file/refugiados%20e%20refugiadas/Dados_Refugiados%20no%20Brasil_31dez10.doc>.

INTERNATIONAL SOLIDARITY MOVEMENT, 2001. Disponível em: <http://palsolidarity.org/about/>.

IRAQI OFFICIAL GAZETTE. Issue 4019 dated March 7, 2006, No.26. Disponível em: http://www.unhcr.org/refworld/pdfid/4b1e364c2.pdf

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA (Brasil), 2007. Refugiados palestinos chegam ao Brasil. Disponível em: <http://portal.mj.gov.br/main.asp?View={-7CBDB5BE-654D-4BA8-8A49-8FC8AA654ECE}&BrowserType=-IE&LangID=pt-br&params=itemID%3D{E76095ED-422A-45A-5-80E2-3CE5AF51A51B}%3B&UIPartUID={2218FAF9-5230-431C-A9E3-E780D3E67DFE}>.

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA (Brasil), 2011. Refúgio. Disponível em <http://portal.mj.gov.br/data/Pages/MJ7605B707ITEMIDE5FFE0F98F5B4D22AFE703E02BE2D8EAPTBRIE.htm>.

MOPAT, 2011. Encontro tenta recolocar a questão palestina na agenda brasileira. Disponível em: <http://www.palestinalivre.org/node/307>.

PB AGORA, 2010. Lula diz que Brasil pode contribuir no processo de paz do Oriente Médio. Disponível em: <http://www.pbagora.com.br/conteudo.php?id=20100322084906&cat=politica&keys=lula-brasil-pode-contribuir-processo-paz-oriente-medio>.

SEPPIR, 2011. CNPIR - Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial. Disponível em: <http://www.portaldaigualdade.gov.br/apoiproj>.

SEPPIR, 2005. I Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial – Relatório Final. Disponível em: <http://www.seppir.gov.br/publicacoes/conapirI.pdf>.

SEPPIR, 2009. Reunião com ministro define participação de árabes e palestinos na II CONAPIR. Disponível em: <http://www.portaldaigualdade.gov.br/noticias/ultimas_noticias/2009/05/iiconapir_arabes_palestinos>.

SETOR 3, 2007. No Dia Mundial do Refugiado, ACNUR e Conare revelam que número de refugiados aumenta pela primeira vez em cinco anos. Disponível em: <http://www.setor3.com.br/jsp/default.jsp?tab=00002&subTab=00000&newsID=a4231.htm&template=58.dwt&testeira=33&sectid=185>.

TERRA TECNOLOGIA, 2007. Brasil vai receber 100 refugiados palestinos. Disponível em: <http://noticiasar.terra.com.ar/tecnologia/interna/0,,OI1702097-EI6580,00.html>.

TERRA BRASIL, 2009 2007b. Mais de 4 mil refugiados moram no Brasil, considerado acolhedor. Disponível em: <http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI3835549-EI306,00-Mais+de+mil+refugiados+moram+no+Brasil+considerado+acolhedor.html>.

TERRA MAGAZINE, 2007. Brasil vai receber 100 refugiados palestinos. Disponível em: <http://terramagazine.terra.com.br/interna/0,,OI-1702097-EI6580,00.html>.

UNHCR (ACNUR), 2007. 2006 Global Trends: Refugees, Asylum-seekers, Returnees, Internally Displaced and Stateless Persons. Disponível em: <http://www.unhcr.org/4676a71d4.pdf>.

UNHCR, 2007b. International Conference on Addressing the Humanitarian Needs of Refugees and Internally Displaced Persons inside Iraq and in Neighbouring Countries. Disponível em: <http://www.unhcr.org/cgi-bin/texis/vtx/home/opendocPDFViewer.html?docid=4649646c2&query=conference%20iraq%202007>.

Capa para (Des)integrando refugiados : os processos do reassentamento de palestinos no Brasil
Publicado
setembro 26, 2019

Detalhes sobre essa publicação

Co-publisher's ISBN-13 (24)
978-85-230-0935-9